Polícia Civil faz operação contra milícia de Orlando Curicica

By | Maio 31, 2019

A Policia Civil prende os milicianos suspeitos de clonar o carro usado no assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes e PM acusado pela Polícia Federal de atrapalhar as investigações da morte da parlamentar.

Eduardo Almeida Nunes de Sequeira e Rafael Carvalho Guimarães são apontados pelas investigações como maiores clonadores de carros do estado.

Já o Segundo Sargento da PM, Rodrigo Jorge Ferreira, o Ferreirinha, lotado no Batalhão de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense se entregou no fim da manhã desta sexta-feira (31).

Nove pessoas foram presas na megaoperação que investiga milicianos acusados de fazerem parte do grupo paramilitar comandado por Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica. Ao todo são 4 PMs detidos. Sete investigados já estavam presos por outros crimes.

A ação é referente a dois inquéritos, sendo um com origem nas investigações dos assassinatos da vereadora Marielle e Anderson. Ao todo são 30 mandados prisão e 62 busca e apreensão.

Segundo a Polícia Civil, os milicianos são acusados de cobrarem taxas de serviços como água, luz, telefonia e segurança a moradores de comunidades da Zona Oeste como Curicica, Terreirão, Boiúna, Santa Maria, Lote 1000, Jordão e Teixeiras.

Ainda de acordo com a Delegacia de Homicídios, os crimes da quadrilha estão comprovados por diversos documentos anexados aos inquéritos, com a maioria das infrações cometidas com extrema violência, incluindo execução de testemunhas e de moradores.

O grupo é comandado por Orlando Curicica, preso desde o dia 27 de outubro de 2017. Ele detido em um presídio federal em Mossoró, no Rio Grande do Norte.

604 Visualizações
Compartilhe