Juiz manda soltar réu confesso de homicídio e diz que “cadeia não é solução”

By | março 6, 2019

Um jovem preso pelo latrocínio de um servidor público em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, foi solto pelo juiz Abel Balbino Guimarães, da 4ª Vara Criminal, que alegou que “cadeia não é a solução para a redução da quantidade de crimes! É preciso mais investimentos na educação deste país e melhor distribuição de renda na sociedade blá blá blá blá blá blá”.

No processo em que ganhou liberdade, Lucas Silveira do Espirito Santo, de 19 anos, responde pelo crime de receptação. Porém, conforme a Polícia Civil, ele foi preso recentemente por ter matado Charles Willian Antônio dos Santos, 36 anos, que trabalhava como vigia em uma creche no Bairro da Manga e no dia do crime, havia levado a mulher para ministrar um curso no Pronto-Socorro do município.

Preso, o suspeito confessou a autoria do crime e confirmou que atua como “ladrão de veículos”. De acordo com o suspeito, a intenção era roubar o carro, mas a vítima o reconheceu já que eles tiveram um desentendimento alguns meses antes na porta da creche em que o servidor trabalhava.

Policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA), da Polícia Judiciária Civil, desencadeou a Operação Golpe de Ariete e prendeu Lucas Silveira do Espírito Santo,19 anos, que estava com mandado de prisão em aberto. Ele foi preso na região central de Várzea Grande.

391 Visualizações