Justiça determina ida de major PM envolvido com a milícia de Rio das Pedras para presídio federal

By | fevereiro 1, 2019

A Justiça do Rio determinou a transferência imediata do major da Polícia Militar, Ronald Paulo Alves Pereira, e do subtenente reformado Mauricio Silva da Costa, conhecido como Maurição, para um presídio federal de segurança máxima fora do Rio.

A decisão é do juiz Gustavo Gomes Kalil, do 4º Tribunal do Júri. Os dois são acusados de comandar a milícia de Rio das Pedras, na Zona Oeste, a principal organização criminosa de paramilitares do Rio. Eles foram presos na Operação Intocáveis, no último dia 22.

O pedido de transferência foi feito pelo Ministério Público do Rio (MPRJ), que obteve informações de que os milicianos recebiam visitas no Batalhão Especial Prisional (BEP), em Niterói. A milícia atua na grilagem de terras, na construção, venda e locação de imóveis, além de agiotagem e extorsão de moradores e comerciantes.

O MPRJ não descarta o envolvimento dos paramilitares na execução da vereadora Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes, no dia 14 de março de 2018. Alguns milicianos de Rio das Pedras estão sendo investigados por integrar o Escritório do Crime, especializado em praticar assassinatos por encomenda. Um dos foragidos é o ex-capitão do Bope, Adriano Magalhães da Nóbrega, apontado como um dos chefes e o mais perigoso da quadrilha.

164 Visualizações
Compartilhe