Quase cem celulares são encontrados pela Seap no Complexo Prisional de Gericinó

By | janeiro 24, 2019

Durante uma vistoria realizada nesta quinta-feira, no Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, foram apreendidos 96 celulares, quatro roteadores, uma balança de precisão e drogas, ainda não contabilizadas. Parte do material estava na cela de Leandro Pires dos Santos, alvo de uma operação da Delegacia Especializada em Armas, Munição e Explosivos (Desarme) e do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público estadual. Ele é apontado como chefe de um bando que roubava e clonava veículos para revendê-los.

Para tentar burlar as fiscalizações rotineiras feitas na penitenciária, os presos cavaram buracos nas paredes das celas para esconder os celulares e as drogas. Esses esconderijos foram descobertos na revista realizada nesta quinta. Todo o material apreendido foi encaminhado para a sede da Desarme, na Cidade da Polícia.

Participaram da vistoria equipes da Superintendência de Inteligência do Sistema Penitenciário (Sispen), da Corregedoria da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), da Superintendência de Segurança e Coordenação das Unidades Prisionais de Gericinó, além de policiais civis.

113 Visualizações
Compartilhe