Família luta para conseguir enterrar farmacêutico morto por PM na Avenida Brasil

By | dezembro 23, 2018
Farmacêutico José Eduardo Elian

A família do farmacêutico José Eduardo Elian, de 46 anos, luta a dias para sepultar o corpo do ente querido. Ele foi assassinado na manhã da última quinta-feira, na Avenida Brasil, pelo soldado da PM Cleiton de Oliveira Guimarães durante uma briga de trânsito.

Só neste domingo parentes conseguiram vaga no Cemitério de Santa Cruz, na Zona Oeste, para enterrar José Eduardo, às 11h. Durante três dias, o corpo ficou no Instituto Médico Legal (IML) da Leopoldina, no Centro. Durante esse tempo, os familiares tiveram que esperar por vagas nos cemitérios do município para que ele fosse sepultado.

No de Santa Cruz, José Eduardo era o segundo da fila para o enterro. Já no Cemitério de Campo Grande, onde os parantes queriam que o farmacêutico fosse velado e enterrado, ele estava em oitavo da lista.

101 Visualizações