Assessora do deputado movimentou R$ 26,5 milhões segundo o Coaf

By | dezembro 19, 2018

Quem é Elisângela Barbiere? É assessora Especial de Técnica Parlamentar lotada no gabinete do presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), André Ceciliano (PT), que disputa novamente o posto de comandante da Casa. Segundo o Coaf, quatro funcionários de Ceciliano movimentaram em contas bancárias R$ 49,31 milhões, o maior valor na Alerj.

Consideradas suspeitas, as ações estão sendo investigadas. Pois bem. Elisângela fez transações em uma conta do Banco Itaú, em Paracambi, de R$ 26.510.942,00, entre 2011 e 2017. Como e por que uma assessora, com salário líquido de R$ 5.124,62, movimentou tanto dinheiro?

Sem explicação

Ceciliano não deixou Elisângela se explicar sobre a fortuna. Informou que sua assessora só falaria ao Ministério Público. “O Coaf descreve que foram (movimentações) entre CNPJs, uma vez que ela tem participação societária numa empresa”, disse ele.

Construção

O relatório sobre Elisângela é extenso. Diz que ela é possível sócia da Recop Recursos Operacionais, ramo de materiais de construção. Mas não especifica se o dinheiro refere-se à empresa. Diz só que a Recop hoje está “baixada”, ou seja, fora de atividade.

Incompatível

O Coaf informa que Elisângela fez 138 saques, em dinheiro vivo, de R$ 980 mil. Mais: em 2016, ano eleitoral, fez transações de R$ 2 milhões. “A movimentação financeira em conta não foi considerada compatível”, escreveu o órgão.

Depósitos

Outros R$ 483,5 mil “correspondem a depósitos em espécie, realizados nos caixas eletrônicos e terminais de caixa das agências na cidade do Rio de Janeiro”, diz o Coaf.

200 Visualizações
Compartilhe